Português BR Deutsch English Espanhol
Notícias

Comitê Médio Paraíba do Sul realiza reunião com os prefeitos da Região.


Foto:


O Comitê da Bacia da Região Hidrográfica do Médio Paraíba do Sul - CBH-MPS iniciou hoje uma sequência de reuniões que fará com todos os prefeitos dos 19 municípios que compõem a sua região hidrográfica. A primeira reunião da série, que foi realizada hoje em Resende/RJ envolvendo os municípios de Itatiaia, Resende e Porto Real, contou com a presença do Prefeito de Resende Diogo Balieiro Diniz, o Secretário de Meio Ambiente de Resende Wilson R. de Moura, a equipe da Agência de Meio Ambiente de Resende- AMAR, o Secretário de Meio Ambiente de Itatiaia Valter Lúcio da Silva, o Secretário de Meio Ambiente de Porto Real, Reinaldo José Raimundo, além do Presidente e da Secretária do Comitê, José Arimathéa Oliveira e Vera Lúcia Teixeira, respectivamente. Nas próximas semanas serão feitas reuniões envolvendo os municípios da região de Volta Redonda e também da região de Paraíba do Sul. O objetivo dos encontros é apresentar o trabalho do CBH-MPS para os novos prefeitos e suas equipes das Secretarias de Meio Ambiente. Nessa reunião o presidente do CBH-MPS José Arimathéa Oliveira apresentou também os trabalhos que vêm sendo desenvolvidos pelo Comitê Médio Paraíba do Sul ao longo dos últimos anos e as iniciativas que estão em andamento visando integrar os municípios e articular a ação do CBH-MPS, otimizando a gestão de recursos hídricos na região.

Dentre as ações apresentadas destaca-se o lançamento, em março deste ano, do Atlas das Microbacias da Região Hidrográfica do Médio Paraíba do Sul, um trabalho desenvolvido pelo CBH-MPS, disponível no site do Comitê e que apresenta as 42 principais microbacias da região. Outro ponto importante da reunião foi a apresentação do projeto "Oficinas Raio X de Esgotamento Sanitário" que o Comitê pretende realizar no mês de julho envolvendo também as 19 prefeituras da Região Hidrográfica do Médio Paraíba do Sul. Esse projeto visa conhecer a realidade da situação do esgotamento sanitário desses municípios. Sabendo da diversidade de situações e as particularidades que envolvem cada prefeitura, o CBH-MPS está buscando conhecer esta realidade, entender os complexos processos que envolvem a gestão do esgotamento nos municípios e ao mesmo tempo preparar linhas de projeto para apoiar a gestão municipal nesse importante quesito que trata da qualidade das águas na nossa bacia. A ideia da realização das oficinas envolve também uma articulação entre o CBH-MPS, as prefeituras da região e todas as instituições de ensino superior e técnico que tem cursos ligados à área ambiental e gestão de recursos hídricos, visando apoiar experiências, trabalhos, projetos e pesquisas que facilitem a gestão de recursos hídricos na nossa região.

Outras Notícias

Mais Notícias »