Português BR Deutsch English Espanhol
Notícias

CBH-MPS marca presença no 8º Fórum Mundial da Água em Brasília/DF


Foto:


Entre os dias 18 e 23 de março, foi realizado em Brasília/DF, o 8º Fórum Mundial da Água. Pela primeira vez o evento foi realizado no Hemisfério Sul e contou com a presença de diversos representantes mundiais, com objetivo de gerar diálogos decisórios sobre a temática água em um nível global. O Comitê da Bacia da Região Hidrográfica do Médio Paraíba do Sul (CBH-MPS), esteve presente no Fórum representado pelo seu presidente, José Arimathéa Oliveira, pela secretária Vera Lúcia Teixeira e pela coordenadora da Câmara Técnica Carin von Mühlen. Segundo o presidente do CBH-MPS, José Arimathéa Oliveira, a participação do Comitê no fórum foi de grande importância principalmente para entender através do diálogo, o que está acontecendo no país e no mundo. “O CBH-MPS esteve presente em duas mesas de conversas e a gente acredita que essa oportunidade serviu para fortalecer ainda mais o nosso compromisso e desafio institucional de melhoria na gestão das águas da região”, contou o presidente.

A coordenadora da Câmara Técnica, Carin von Mühlen, apresentou duas keynotes (palestras), com o tema Ecossistemas, com foco em Qualidade da Água. De acordo com Carin a primeira foi "Estratégia para capacitar a sociedade no monitoramento e gestão da qualidade da água" onde foi apresentada a proposta de um aplicativo para as pessoas escolherem onde e quando monitorar a qualidade da água. Já a segunda palestra foi sobre "Estudo de caso Brasil - Gestão da qualidade da água nas bacias hidrográficas brasileiras: estratégias específicas de governança, soluções inovadoras e cooperação". Nesse keynote foram abordadas as estratégias do Comitê do Médio Paraíba do Sul para dar apoio às prefeituras na busca pela melhoria do saneamento básico, que afeta diretamente a qualidade das nossas águas, contou a coordenadora.

De acordo com a secretária do CBH-MPS, Vera Lúcia Teixeira, o Fórum foi um tsunami de informações. “Houve muita participação de diversos setores de vários países, sobre a política da água. O tempo foi muito curto e as atividades aconteciam simultaneamente, nós tivemos que fazer escolhas para poder participar das atividades que nos interessavam e, na maioria das vezes, havia uma grande distância de uma sala para a outra”, contou. A secretária ainda pontuou os pontos positivos e negativos do Fórum. “O maior ponto positivo da realização do Fórum foi de ver a água como foco mundial, já o negativo é que os nossos governantes, ainda acham que a solução para minimizar os déficits hídricos ainda dependem das obras faraônicas de engenharia, mesmo vendo o mundo voltando atrás por conta de suas atitudes”, concluiu Vera.

O Fórum Mundial da Água é considerado o maior evento global com o tema água, ele é organizado a cada três anos pelo Conselho Mundial da Água juntamente com o país e a cidade onde será realizado, a cerimônia tem como propósito promover a conscientização, construir compromissos políticos e provocar ações em temas críticos relacionados à água para promover sua conservação, gestão e uso eficiente com base na sustentabilidade ambiental, para o benefício de toda a vida na terra.

Outras Notícias

Mais Notícias »